Indie – os segredos do underground (como identificar um hipster)

explicação de um indie em menos de 10 palavras

Frequentemente confundidos com emos, os indies vem sendo um grupo que ganha cada vez mais atenção nos últimos tempos. Afinal, o que são essas pessoas alternativas? Elas estão em todos os lugares, vieram da Inglaterra para invadir sua livraria preferida, sua cafeteria preferida, festivais, shoppings, metrô, rua Augusta, filmes e até entrando pela sua chaminé. Se você se perguntou por onde os emos andaram, agora você sabe, os indies são a evolução do pessoal emo.

Aviso: Este artigo não passa de humor negro, não leve tudo a sério.

A definição da palavra indie (que é uma pseudo-abreviação [sic] de independente) é sinônimo de alternativo. Ninguém sabe ao certo quando eles surgiram, alguns dizem que nos anos 70 (embora eles louvem os anos 60), a wikipédia diz que foi nos anos 80. Mas uma coisa é certa, eles vieram do Reino Unido e suas raízes são o rock.

Mas este rock não pode ser simplesmente “rock”, tem que ser rock-sua-palavra-aqui, como: Rock eletrônico, post rock, rock lo-fi ou qualquer outro tipo de rock extravagante.

As pessoas indies são antipáticas, de poucas palavras, “blazés*”, frios, mal-humorados e tem qualquer outra atitude que possam os tornar mais originais [sic] ou mais diferentes. A maioria diz que é bipolar (porque dizer que é deprê é muito emo), andam na contramão do que uma pessoa considerada normal (insira sua definição de normal aqui) faz. Mas tudo não passa de pose, como qualquer outra coisa que um indie faz.

Glosário Indie:

  • Mainstream: Qualquer coisa que as pessoas em geral gostem.
  • Blazé: Em francês quer dizer, indiferente, insensível, mau.
  • Cult: algo que é altamente cultural (ou que os indies acreditem que seja).
  • Non-sense: algo sem lógica, muito louco, etc.
  • Pseudo: Pode ser substituído com “quase” ou “falso”. Usado pra quase tudo, é pra deixar claro que nada é completo, “a banda que eles gostam é pseudo-famosa (quase-famosa)”, ou o corte de cabelo é pseudo-cool (nada-legal). É uma maneira de dizer que algo é mentira sem perder a pose.
  • Cool: Algo legal, mas falar que é “legal” é mainstream demais.
  • Cliché (com acento, porque é em francês): Se você não sabe, você não é cult o bastante.
  • Underground: Tudo que é obscuro vale, para bandas, roupas, tênis, marcas. Tudo mesmo.
  • Low-Profile: Alguém sem personalidade ou que não chama muita atenção das pessoas.

Um indie sabe te dizer bandas/filmes (que você nunca, nunca mesmo ouviu falar) para cada situação e em palavras difíceis: Ele pode descrever um pombo fazendo suas necessidades no seu ombro como: “Como naquela cena do filme russo de Krzysztof Kieulowski onde Lizaveta Orijifyevna está sentada demasiadamente distraída no banco da praça Ipollit às 3:10 da tarde sob a imensidão escura do dia ensolarado(?) nórdico, até que em um momento…  Na mesma velocidade em que um espinho de uma rosa azul usufrui da força da gravidade, o pombo defeca na extremidade direita de sua clavícula.” *(História Fictícia).

Características de uma pessoa Indie:

Paddy's Day Green Chucks (by JasonRogers)

  • No Orkut/MySpace/Facebook colocam moradia França/Reino Unido ou qualquer outro pais que não seja o Brasil (inclusive fictícios). O msn é com final hotmail.co.uk
  • Criam um Last.fm e só ativam a opção de Scrobble quando estão ouvindo bandas underground.
  • Falam sobre qualquer assunto em palavras complicadas e filosofando (veja exemplo acima), sempre exaltando que ele sabe mais que todo mundo sobre determinado assunto e que o gosto músical deles é o melhor que de qualquer um. 110% das bandas que eles conhecem você nunca ouviu falar.
  • Falam o português mais correto possível para darem uma de cultos ou misturam palavra em outras línguas: “magnifique” “muy bueno” “ai que rico”, usam girias sem nexo como “tititit” e “blu blu blu” e usam também risadas blazés ou alternativas como “haha” (nunca passa de 3 “ha”), ksaposkaposkaposkaospkapokas ou até mesmo não riem. Quando tem algo engraçado usam um “:P” somente.
  • Marilyn Monroe, Twiggy ou qualquer outra modelo que já passou do ponto divide espaço na parede do quarto junto com os vinis (que ele coleciona mesmo não tendo uma vitrola) e a guitarra que ele não sabe tocar.
  • Vão em baladas com poquíssimas pessoas (por que é alternativo),  não vão a shows de suas bandas preferidas, porque pode torná-las popular e assim que uma banda aparece na MTV ou toca no rádio, o indie deixa de ouvi-los (exceção para CSS que é o rei dos indies).
  • Rua Augusta (em São Paulo) é a cena cultural da cidade (junto com a cena dos emos).
  • Todos os integrantes de bandas que eles gostam são idolatrados como poetas, revolucionários, etc.
  • Falam cãlt (com sotaque inglês) e não cult.
  • Embora a maioria goste de café, Starbucks é muito mainstream. Então eles tomam chá branco, não importa o quão caro é, compram o verdadeiro (sem contato com o sol, sem folhas e ainda lamentam que não sejam colhidos por virgens com tesouras de ouro como antigamente) e eles ainda chamam de Hao Yinzhen ou Bai Mu Dan que são “sub-espécieis” do chá.
  • Um indie nunca é indie “porque não gosta de ser rotulado”.
  • Além do cigarro e álcool (nunca cerveja, porque é muito pop), eles se drogam com suco de laranja e algumas gotas de vodka… Porque é alternativo.
  • Entre as faculdades mais procuradas por indies estão: Moda, rádio/tv, cinema, história e história da arte.
  • Ser uma Pin Up (uma mulher que foi corrompida por drogas e rock’n’roll) que pareceu ter saído da década de 60 é motivo de orgulho entre as mulheres.

Tudo que um indie faz tem a ver com a “cena” dele, que é um grupo de amigos também indies. Uma cena é definida quando um número X de amigos gosta da mesma coisa, mas não podem ser muitos para que eles continuem se sentindo alternativo por fora. Tudo que está na cena é algo que não é conhecido e então aceitável pra ser louvado. Quando um grupo de indies descobre que outras pessoas falaram da banda que eles mais gostam, eles param de ouvir e escolhem outra (“aquela banda não está mais na cena musical, vou parar de ouvir”).

Passo-a-Passo de como ter uma banda Indie:

  1. Pegue uma Guitarra e um teclado de churrascaria e mais 80192319238 instrumentos (vale até uma caneta batendo em algo).
  2. Sua banda precisa de 10 integrantes no mínimo.
  3. Adicione “The” antes do nome da banda (The What, The Three, The Furious, etc)
  4. Ache uma vocalista ou um vocalista com uma voz bem incomum, não precisa ter muito talento nem voz boa, só ser afinado.
  5. As letras precisam ser completamente non-sense. Você não pode colocar mais de três palavras juntas que formem algo “entendível”.
  6. Grave seus álbuns em casa, mesmo que você more a 15 metros de uma rua movimentada ou embaixo do metrô, quanto mais amador for, mais cult é.
  7. Usar roupas bregas, rasgadas, que você mesmo fez (você não precisa de habilidade pra recortar um cachecol ao meio) pra ficar alternativo. Se ainda assim estiver na dúvida sobre o que usar e a imagem abaixo não for clara, procure por doações de roupas em abrigos para sem-teto, roupas perfeitas para qualquer aspirante a indie.
  8. Tire fotos de todos os integrantes da banda olhando pra direções diferentes, nunca a câmera e coloque na página da banda no MySpace, PureVolume e qualquer outro site que você conheça (quanto mais underground, melhor).
  9. A arte do álbum precisa ser em preto e branco e completamente incomum.
  10. A lista de músicas do seu álbum também precisa de nomes incomuns, aparentando que você não pensou neles. Exemplos como “Coloque esta música no nick do seu MSN” ou “Tendo o Clímax onde não se pode ter Clímax” são ótimos, se puder traduzir pro francês fica mais cult ainda.
  11. Caso você venha a ficar pseudo-famoso e ter grana para um estúdio, faça barulhos que imitem as opções anteriores.
  12. Nunca tenha mais de 10,000 fãs nem assine contrato com gravadoras, isso seria o fim da sua carreira underground.

 Filmes que um Indie assiste:

  • Donnie Darko.
  • Monty phyton.
  • Amélie (Audrey Tatou é a musa deles)
  • Quentin Tarantino (Kill Bill não vale).
  • Stanley Kubrik (Laranja Mecânica).
  • Irreversível.
  • Qualquer coisa com Louis Garrel.
  • Qualquer filme em francês sem legendas.
  • Qualquer filme com mais de 4 horas
  • Qualquer filme Gravado antes de 1970.
  • Entre os canais de tv estão:
    • Boomerang: Aquele canal de desenho da Warner que antigamente passava desenhos mais velhos que 1980 de madrugada, mas o Indie só asssiste desenhos antigos.
    • TeleCine Cult: O canal que passa só filmes antes de 1969 e reprises dos outros TeleCines porque não precisa pagar royalties.

Como ser Indie (como um indie se veste):

india
indio

Relacionado: Emo? Explicação Técnica. Grande Manual Sobre emos

Obrigado especial para Luiza McAllister pelos desenhos.
Foto do All Star por JasonRogers.

Comentários

  1. Monty Python é legal :)

    E não vou falar aqui sobre quem ria “osakpoaskpoaskopask”… :P

  2. Precisava de uma base firme assim pra poder virar um. Valeu… aliás, fico muito agradecido.

  3. Ainda bem que me curei disso. Agora sou brega, com muito amor. Ser brega é mais fácil pois você não precisa ver muitos filmes franceses atuais nem ficar caçando bandas novas.

    É só lembrar dos “Cinema Em Casa” (programa do SBT) que a gente via; cantarolar pagode antigo, mpb antiga; e correr pro abraço.

    =D

  4. me senti tao familiarizado com alguns dos itens acima 8-)
    acho que faltaram alguma coisas como.. filmes do Woddy Allen
    e ser devoto do Andy Warhol :x
    sakpoaskpoaskopas

  5. HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA

    só isso mesmo. você falou tudo, não tenho nada a acrescentar.

  6. Olá… a Lú (McAllister) me passou o link daqui e eu adorei! hahahaha
    ficou muito bom mesmo!
    Tenho um colar estranho que ninguém nunca ousaria usar que fiz… vou doar pra algum Indie! hahahaha

    Parabéns pelo texto!

  7. Put’ssss
    em alguns casos eu me encaixei completamente nos requisitos…mas como eu ja sou uma indie assumida to sussa!!!!!
    quem quiser pode me add no orkut…..

    p.s=só quem for do estilo!!!!!

    EDITADO: dados pessoais (e-mail)

  8. Muito bom. Tudo é muito verdade e eu ri um bocado…

    só acho q ser dono de um blog cult, com nome de pub algo meio indie…

    abç

  9. Hahahahahaha… Perfeito! Detesto essa raça, são pessoas completamente fictícias, volúveis, vestem esse personagem pra demonstrar inteligência e consciência. Existem formas mais naturais e de cunho mais nacional de fazer isso, na minha opinião. Mas fazer o quê, respeito… Mas tenho asco.

  10. todo esse tempo tentando ser um filosofo voce nao sabe como sao os indie primeiro se informe e depois comente sobre eles.

  11. Coitado,perde tempo escrevendo isso.Nem sabe,é mal-informado,e ainda que se achar o sabichão.

  12. Sou Indie assumida, mas, vc não sabe muito sobre os Indies né?
    Primeiro, procure saber mais.
    E Segundo, nem todas as Indies são gordas… Eu sou Magra, e minhas amigas tbm. E nós não usamos aquelas roupas estranhas, usamos all-star, calça jeans e camisa de bandas.

  13. Hhahahaha. Gente, super me identifiquei..hahaha
    Nas pessoas de um mesmo estilo encontramos muitas caracteristicas repetitivas, e muitas delas foram salientadas aqui. Se auto-denominar Indie, não é Indie, eu gosto de música independente, de filmes franceses, corto meu cabelo, sou gordinha e muito parecida com a menina do exemplo.. e agora? hahahah

  14. que tosco dhauishdisauiduhsa deu pra rir, posta isso no desciclopedia hahahaha dhsauifhuidshui ;DD

  15. nada aver manuuu parcialmente errado depré -(ta maluko) evolução de Emo vixe tu um é nada cult ae!!!

  16. O blog é engraçado, assumo! :~
    Mais engraçado ainda são as pessoas que se rotulam de indie, patético, não? To me cagando pra comportamento indie, o que me interessa é música, o Indierock! HiHi

  17. Quem escrever isto é o maior otário! Um indie nao é nada disso ! Um indie é uma pessoa Super alegre , sim com um estilo de vida e filosofia alternativa , e que gosta de rock alternativo . O que escreveste ai foi a maior merda que podias ter escrito. Nerd, aposto que és um aziado e um espinhoso , que nao arranja gaja. sai de casa e diverterte

  18. Noooossa, que legal… você deve ter mesmo MUITO tempo ocioso pra e escrever tanta bobagem assim!

    Parabéns pela ignorância nesse assunto! precisamos de mais gente como você no mundo, caso contrário não teríamos de quem rir.

    HAHA e HA

  19. Eu sou um e naum tenho muita coisa a ver com isso ai!! só as roupas e algumas bandas eu axo!!! Procure se informar mas seu cara de jaca*

    *espinhas.

  20. isto são cenas que não fazem sentido nenhum. os indies preferem ouvir musica com qualidade musical ao contrario de pessoas que so ouvem buno mars e outras merdas pops. e além disso normalmente uma pessoa indie é uma pessoa culta e inteligente. e acho que quem criou este blog, ou esta pagina ou a merda que for, é um burro, porque a maneira de vestir ou estilo cabe a nós proprios questior o nosso proprio estilo e nao cabe aos outros. se eu quero andar vestida de maneira diferente ando, ninguem tem de questionar nem comentar nem gozar. eu ando como quero e como gosto. e essa cena dos indies serem mal humurados é mentira. eu sou indie e sou uma pessoa completamente normal e alem disso tambem nao confundam os indies com os emos, nós nao andamos por aí a dizer que estamos deprimidos (por nada) e a cortar os pulsos. e neste blog nao tem nada de jeito aqui escrito, nao passa de argumnetos infeizes de um rapaz/rapariga burro e imaturo que nao tem mais nada que fazer. eja agora, franz ferdinand e arctic monkeys é milhoes de vezes melhor melhor que bruno mars e as merdas pops que ouvem, porque as pessoas destas bandas, sim percebem de musica, sabem pegar num instrumento musical e tocar, nao é como os “artistas pops” que cantam mal, cantam sobre sexo, e namorados e dinheiro e que a boa musica que pensam que existe nao passa para a radio ou pc ou tv depois de muitos efeitos nos computadores! pensa antes de fazer algo, pensar nao faz mal a ninguem!

  21. Adorei…muito bom…to fazendo um trabalho no colegio sobre tribos urbanas e meu tema e indie , tava precisando de dicas sobre esse assunto,sobre comportamento,sobre estilo,etc, gostaria de pedir isso…pra vcs…

  22. Porra, eu ri pra caramba. Esse povo tem entre uns 16, 17 ou 20 e poucos anos. Isso passa rápido, mas ainda assim eu não me encaixo aí. Em primeiro lugar, eu acho que uma personalidade é algo que a pessoa cria dentro dela: querendo ou não. Eu gosto muito de heavy, death e rock clássico. Curto ler, sair com amigos, e zuar bastante. Eu sou extrovertida e tenho senso de humor meio seco às vezes. Mas não deixo de ser normal, apenas uma cidadã desse mundo. Se uma pessoa gosta das mesmas coisas que eu? As mesmas músicas, ídolos e tudo? BELEZA! Corre aqui ser meu amigo. Eu sempre achei essas pessoas um bando de quem não tem o que fazer, mas pode ter certeza que se elas querem tanto assim ser nerds, é porque não são. Porque nerds tem senso de humor, alergias (ou não), alguns usam óculos e respeitam os pais. Eles podem ser comuns, mas não deixam de ser mais.. digamos, “verdadeiros” que esses indies citados aí. Eu mesma, particularmente, tenho muito amigos “nerds” e sei bem do que estou falando. Eu sei diferenciar meus amigos, se bem que falo mais com os humildes do que com os orgulhosos. Gente que se orgulha de ser um bosta, e querer te fazer enxergar ao contrário disso tudo, é um cú. Falem o que achar, o que pensar, ou qualquer merda que suas mentezinhas influenciadas transmitem nos comentários: eu apoio esse texto e vocês estão de parabéns. Foi muito engraçado KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK.

  23. Ah, e eu tenho 15 anos. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK aiai…

  24. antes ser indie ate q era legal, tinha umas bandas foda tipo phoenix, mas dai comecou a aparecer uns franceses metidos a besta q transformaram os indies nesse bando d afrescalhados q agente v hj

    • eu tbm curto heavy e death metal(curto bastante Blind Guardian), mas ate q acho a ideia original d ser indie bacana, mas ideia boa humano estraga entao em vez doos indie se tornarem pessoas d personalidade propria, c tornaram esses metidos a besta ai

  25. Solicite gratuitamente o relatório de viabilidade da sua marca. Trabalhamos também com registro de patentes, direito autoral, programas de computador.

    SEJA ÚNICO. PROTEJA-SE.

    -Procolo de Depósito de marcas em até 24 horas.
    -Faturamos nossos honorários para 30/60 e 90 dias(exceto taxas INPI).
    -Cobrimos orçamentos.

  26. você esqueceu do principal: um indie não leria um treco idiota desses, ele nasceria alternativo. lei número 1 pra ser um indie: não pague de indie.

  27. Na boa, você descreveu um hipster. Indie é algo independente e alternativo e não tem um tipo de padrão, são todos variados. Hipster que não…

  28. Olá Sou corretora de imóveis e entrei em seu site para
    divulgar o meu trabalho caso tenha interesse entre em contato comigo
    terei o prazer em atende-lo

    IMMAGINATO – CASA VERDE
    Lançamento surpreendente….No coração da Casa Verde

    E tenho tb em Cotia
    Minha casa minha vida
    Pronto para morar …saia do aluguel e venha morar no que é seu!!!!

    Imóvel na Planta em Osasco
    Resisdencial das Oliveiras vale a pena conhecer!!!

    Entre em contato para ter maiores informações sobre esse excelente empreendimento
    Adriana
    9.67058992v oi
    9.53535421 tim
    927*23770 id nextel

  29. O Instituto Catarinense de Educação estará disponibilizando na cidade de Maravilha, o Curso Técnico em Enfermagem, com aulas somente aos sábados no período das 0800H as 2200h, para todas as pessoas que querem ter uma oportunidade de mudar as suas vidas e não tem tempo de estudar diariamente no período noturno.
    Não perca essa oportunidade. Inicio das aulas dia 13 de Julho.
    “No ICEU você tem a oportunidade de mudar sua vida”

    Maiores Informações

    Site: http://www.iceu.com.br
    Fone: 49 3664-3611
    Email: alo@iceu.com.br
    Facebook: https://www.facebook.com/iceu.institutocatarinenseeducacao?ref=tn_tnmn

  30. Prezado(a) Senhor(a);

    Venho através deste informar que, Nossa empresa atua na área de
    desenvolvimento e hospedagens de sites tanto profissional como pessoal,
    Portofólios, Lojas virtuais, Blogs. Armazenamentos, Sistemas, Albuns,
    E-mails, Projetos, Servidores dedicados, Servidores virtuais, Linux e windows,
    e muitos mais..

    Temos soluções avançadas para a sua empresa!
    Aguardamos o seu contato através do chat ao vivo em nosso site,

    http://www.brazhost.com.br, ou por e-mail ou telefone. Teremos o prazer em atende-los.

    Desde já agradecemos pela sua atenção.

    Att., Equipe Brazhost

Comente

Sobre o Jardel

Já fui modelo, barman e vendedor, hoje trabalho com esse mundo louco que é a internet. Aqui você encontra posts escritos por mim desde os meus 16 anos e no meio deles talvez algo útil pra sua vida.

Wordpress SEO Plugin by SEOPressor