E os novos pecados da semana são…

Como todos sabem, o papa adora inventar pecados e essa semana ele (e o Vaticano) decidiram nomear os novos 7 pecados capitais. Agora você não vai pro inferno só por pegar a mulher do vizinho, matar o vizinho e dizer “oh meu deus” logo em seguida, derramar petróleo no mar ou clonar alguém também são pecados!

Os novos 7 pecados capitais (numa tradução livre):

  1. Violações biológicas, como clonar alguém ou controle de natalidade.
  2. Moralmente duvidosos, como pesquisa de células tronco.
  3. Abuso de drogas.
  4. Poluir o meio ambiente.
  5. Contribuir para a grande divisão entre ricos e pobres.
  6. Ser muito rico.
  7. Criar pobreza.

Deus nos ajude!

Vatican Lists Seven Social Sins (via Boing Boing)

Comentários

  1. A Imprensa está noticiando que o Vaticano criou “novos pecados capitais”. Não é bem assim; é incrível a capacidade desta de fazer barulho, especialmente com relação à Igreja Católica. O que aconteceu?

    Na semana de 10 a 15 de março, realizou-se no Vaticano um curso de atualização para sacerdotes sobre o Sacramento da Confissão, patrocinado pela Penitenciária Apostólica do Vaticano. Em entrevista ao jornal do Vaticano “L´Osservatore Romano”, o responsável pelo Tribunal da Penitenciária Apostólica, monsenhor Gianfranco Girotti, abordou outros pecados do mundo moderno, no contexto da globalização: manipulação genética, o uso de drogas, a desigualdade social, a poluição ambiental, pedofilia, entre outros. Em nenhum momento, ele falou em “Pecados Capitais! Quem fez essa referência foi a Imprensa por sua conta.

    A Igreja, com sua experiência de dois milênios, nos ensina que os piores pecados são aqueles que ela chama de “capitais”. Capital vem do latim “caput”, que quer dizer “cabeça”. São pecados “cabeças”, isto é, que geram muitos outros. Assim como, por exemplo, a capital de um estado ou de um país, de onde procedem as ordens, as decisões e comandos. Da mesma forma, desses pecados “cabeças” nascem muitos outros. Por isso, eles sempre mereceram, por parte da Igreja, uma atenção especial. São sete: soberba, ganância, luxúria (impureza), gula, ira, inveja e preguiça.

    Podemos ver, por exemplo, como filhos da soberba: o orgulho, a vaidade, a arrogância, a prepotência, a auto-suficiência, a jactância, entre outros. Podemos ver como filhos da ganância: a exploração da pessoa humana, a destruição do meio ambiente como fonte de enriquecimento, as brigas pelos bens materiais, entre outros. Entre outras afirmações, monsenhor Gianfranco Girotti destacou os pecados relacionados aos direitos individuais e sociais, os da área bioética, nos quais há violações de direitos fundamentais da natureza humana (aborto, eutanásia, inseminação artificial; uso de células-tronco embrionárias, clonagem humana, etc.). “Através de experiências e manipulações genéticas, cujos êxitos são difíceis de prever e manter sob controle” declara. Ressaltou também a gravidade da desigualdade social, na qual “os ricos se tornam cada vez mais ricos e os pobres cada vez mais pobres”, alimentando uma insuportável injustiça social. E falou ainda da ecologia.

    Na verdade, todos esses pecados cabem bem na lista antiga dos pecados capitais, pois eles podem ser desdobrados em muitos outros; inclusive nesses citados pelo monsenhor Gianfranco. Contudo, ele apenas desejou deixar mais explícito a gravidade deles.

    O Vaticano está preocupado com o grande número de católicos que não se confessam. Ao menos uma vez a cada ano, o católico é obrigado a fazer uma confissão, segundo o Catecismo da Igreja Católica (Mandamentos da Igreja, §2042). O Sacramento da Confissão foi instituído por Jesus logo após a Ressurreição; Ele enviou os Apóstolos dizendo: “A quem vocês perdoarem os pecados, os pecados estarão perdoados; a quem vocês não perdoarem os pecados, os pecados não serão perdoados” (João 20, 22).

  2. hahahaha que piada…. quem é o papa pra falar de riqueza? Só com aquele mantinho que ele usou bordado a ouro, dava pra matar a fome de muita gente, Hipócrita…a igreja católica é umas das mais ricas do mundo e ainda pregam a igualdade…aff

  3. Quanta hipocrisia da igreja católica! Passaram 2 milênios perseguindo/matando quem não aderia a ela, apoaram as cruzadas que mataram milhões de pessoas, criaram a “santa” inquisição que matou centenas de milhares, apoiou o genocídio de povos (principalmente no novo mundo), justificou a escravidão, não condenou os nazistas (enquanto era tempo, depois não interessa), protegeu seus padres pedófilos, etc, etc. São incontáveis pecados que esses bandidos cometeram! Vez por outra um papa resolve pedir perdão por crimes que a igreja cometeu séculos atrás, só que, continua cometendo no presente e, daqui a algum tempo, outro papa vai pedir perdão por tais crimes. É muita hipocrisia! Sai capeta! Vade retro satanás … Resumindo: Teria sido bem melhor se o cristianismo nunca tivesse existido.

  4. Bem, existem religioes que tem estatuas de quilos e quilos de ouro e ninguem fala nada e elas tambem pregam a igualdade entra as classes, as questoes as vezes vao tambem, para o lado da cultura vc acha que é assim vai chegando vende tudo e pronto? E se tratando de novos pecados o mundo evoluiu isso é incontestavel, mas essa mudança nao é nem somente positiva nem somente negativa. Ela é como toda mudança: com pros e contras, a Igreja por sua vez somente mostrou o que seria errado de se fazer nesse processo de evolução. Só mais um ponto q queria destacar a Igreja tras a mensagem de um Deus que é um ser superior a todos nos mais, ela tambem é feita por homens nao digo somente a igraja cotolica mas toda, sem excessao sao governadas por seres humanos que estao sujeitos a erros. Quem nunca errou? Esta certo que existem erros que colocam a vida de terceiros em jogo mais se o maior representante da igreja pede perdao ao mundo e o mundo nao aceita o que mais ela pode fazer? Sera que se todas as pessoas nos julgassem pelos erros que cometemos e nunca mais nos perdoassemos como seria?

    É muito dificil julgar os costumes de qualquer religiao ou sociedade sem conhece-los ou vivencia-los portanto muitas vezes se torna inutil discutir assuntos como esses.

Comente

Sobre o Jardel

Já fui modelo, barman e vendedor, hoje trabalho com esse mundo louco que é a internet. Aqui você encontra posts escritos por mim desde os meus 16 anos e no meio deles talvez algo útil pra sua vida.

Wordpress SEO Plugin by SEOPressor